Ateliê de Memória e Narrativa: O sonho de ser artista

Ana Carolina Marinho | 24 de Setembro de 2015

Seu Vital veio nos visitar e trouxe a sua sanfona. Sua presença inspirou as cartas escritas hoje. Todas habitavam o mesmo sonho: ser artista, ser cantor. O menino padeiro ama sertanejo. A senhora nordestina apesar de não saber escrever compôs várias músicas e todas permanecem em sua memória "até que Jesus as leve embora", diz. Entre uma e outra carta seu Vital sanfonava. Vários migrantes se aproximavam e permaneciam ali de soslaio, suspeito que muitos deles eram artistas também, desses que transformam a rotina em encantamento.

 

Comente