Nos Trilhos Abertos: Deriva no entorno da estação Guaianazes (Linha Coral)

Juão Nin | 24 de Novembro de 2016

O Coletivo Estopô Balaio está em processo de seu novo projeto Nos Trilhos Abertos de um Leste Migrante. Um dos exercícios realizados pelos atores são as derivas nos entornos das estações das linhas de trem que partem do Brás. O ator Juão Nin derivou pela estação Guaianazes, da linha Coral da CPTM. Este é o seu texto:

O rio sujo é um espetáculo que ninguém quer assistir. As arquibancadas estão vazias. Ainda assim, ele se mantém protagonista, em cartaz por anos. A feira acabou de acabar, nas ruas só o desmonte. Enquanto isso, um grande formigueiro resiste em uma ilha de terra rodeada por um mar de prédios. O progresso não se filia apenas ao cimento. A cidade não pode continuar empurrando para as bordas se ainda há terra que abraça.
Ele ouvia de longe o chamado das terras que abraçam, veio e decidiu ficar. 3 filhos, uma esposa. A terra que abraça não faz distinção. Começou a vender roupa pra formiga, pra cigarra...pro inseto que não quiser vestir-se só de fronteira.

Comente