Nos Trilhos Abertos: Deriva no entorno da estação Corinthians-Itaquera (Linha Coral)

Ana Carolina Marinho | 15 de Novembro de 2016

O Coletivo Estopô Balaio está em processo de seu novo projeto Nos Trilhos Abertos de um Leste Migrante. Um dos exercícios realizados pelos atores são as derivas nos entornos das estações das linhas de trem que partem do Brás. A atriz Ana Carolina Marinho derivou pela estação Corinthias-Itaquera, da linha Coral da CPTM. Este é o seu texto:

Ele, imponente, segue lá em cima no gramado sempre verde. Ao lado da Anta Branca - seria um elefante, se houvessem espécies nativas aqui. Com o dorso nu, ostenta sua força. Ouço ruídos, ele grita, mas não sei o que significa. Os deuses falam outras línguas, deve ser isso. Ao redor, todos exalam a fumaça que o alimenta, cheiro de erva solta - mas se veio nesse trem, já deve estar prensada. Com as mãos apoiadas na cabeça, parece satisfeito com o que vê, mas não ignora: tudo anda um pouco tedioso. Decidiu obrigar os homens a correrem atrás de uma bola pelo gramado sempre verde. Eles não podem parar nunca. Seus passos geram energia cinética para a maquinaria das locomotivas. E seguem, há anos ali, acreditando que são heróis de uma nação. Mas pra que mesmo eles se matam de correr?

Galeria

Comente