Diário do Espectador A Cidade dos Rios Invisíveis: Emily Hozokawa

Coletivo Estopô Balaio | 29 de Maio de 2016

Do Instagram da viajante @emilyhozokawa

Agradeço imensamente ao #estopobalaio e ao Jardim Romano pelas sensações e memórias despertadas com #acidadedosriosinvisiveis.
Morei por muitos anos em um bairro que passava por algo semelhante: a enchente. E, como exposto no espetáculo, compartilho uma memória semelhante. De que a água barrenta não trás apenas horror, mas trás com o rio a generosidade dos seres humanos, com vizinhos que se ajudam carregando móveis nas costas, que compartilham comida, que limpam pó de esgoto seco que fica por meses nas ruas.
Obrigada pela esperança!
"Saberei, senhora que esta vida é um rio..."

 

Comente