Coletivo Estopô Balaio reestreia 'A Cidade dos Rios Invisíveis'

O Coletivo Estopô Balaio convida o público para uma viagem teatral pela Linha 12 – Safira da CPTM em mais uma temporada de A Cidade dos Rios Invisíveis, entre os dias 8 e 30 de abril. As sessões ocorrem aos sábados e domingos, às 14h, mas é preciso chegar com 30 minutos de antecedência. O percurso parte da estação Brás e segue em direção ao Jardim Romano, na zona leste. A entrada é Catraca Livre. 

Os espectadores precisam pagar apenas a passagem do transporte público. Além disso, para assistir à peça, é necessário fazer uma reserva pelo e-mail acidadedosriosinvisiveis@gmail.com. O ponto de encontro é o Espaço Cultural da Estação Brás.

Inspirada no romance “As Cidades Invisíveis”, do escritor cubano Italo Calvino (1923-1985), a peça narra histórias dos bairros cortados pela linha do trem e das enchentes que inundam todos anos esses lugares.

Logo que encontra a companhia, o público recebe fones de ouvido e um aparelho de MP3 para iniciar a viagem sobre os trilhos. Enquanto observam a paisagem e os outros passageiros do vagão, os espectadores escutam os depoimentos de pessoas que tiveram suas vidas abaladas pela força da água, além de músicas e poesias.

Em seguida, ao desembarcar na estação Jardim Romano, os visitantes são conduzidos em uma caminhada pelas ruas do bairro e ouvem mais relatos sobre as enchentes e o cotidiano dos moradores da região, narrados por meio da dança de rua, poesia, rap, performances e graffiti.

"A jornada pela linha 12 da CPTM e no Jardim Romano é uma tentativa de compartilhar o modo de vida, a mobilidade, o cotidiano dos moradores que fazem este deslocamento diariamente para trabalhar no centro. Existe uma cidade que pulsa no trem, nas ruas do bairro, nas casas do moradores, nos estabelecimentos comerciais, no café na casa da vizinha da Sede do Estopô", comenta o diretor João Júnior.

A trama termina 3h30 depois do embarque, sob o pôr do sol, às margens do rio que passa pelo Jardim Romano. O espetáculo é a última parte da “Trilogia das Águas”, que, desde 2012, narra histórias de enchentes vividas pelos moradores desse bairro. As outras peças da sequência são “Daqui a Pouco o Peixe Pula” e “O Que Sobrou do Rio”.

O elenco é formado por Ana Carolina Marinho, Juão Nin, Johnny Salaberg, Amanda Preisig, Edson Lima, Adrielle Rezende, Bruno Fuziwara, Keli Andrade e Paulo Oliveira.

Comente